Os livros celestiais anteriores; a Torá e o Evangelho, anunciavam a proximidade do envio do Mensageiro de Allah, conforme as evidencias contidas nos versículos dos mesmos. Os sábios pertencentes aos Povos do Livro (Judeus e os Cristãos) veiculavam notícias a respeito dele por toda a Península Arábica, pois liam em suas Escrituras sobre a proximidade do envio de um novo Profeta, que inundaria o mundo com a luz, a orientação e a bênção de Allah. Apesar das adulterações e das mudanças que estas Escrituras sofreram ao longo dos tempos, mantiveram informações verídicas sobre este fato. Conforme mencionado no Evangelho de João: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.” (João, 14:15-16). A palavra “Consolador” é a tradução alterada da palavra grega Paraclytos, em árabe Ahmad – “Louvável”, o nome do Nobre Profeta, também chamado Mohammad (S).

Instituição Religiosa, para passar as informações ao público que pertence religião e aos curiosos, buscando dar mais informações de forma laica e democrática.

Mais sobre nós